Instituto Ágora anuncia vagas em cursos de Português para Estrangeiros

23/01/2020 10:11


O Instituto Ágora divulga edital para vagas para alunos nos cursos de Português para Estrangeiros. As matrículas serão realizadas nos dias 27 e 28 de fevereiro, das 8h às 12h e das 13h às 17h, na secretaria do Instituto Ágora. O aluno poderá ser atendido em inglês, caso necessário. As aulas ocorrerão de 7 de março a 4 de julho.

Para se matricular, o aluno precisará de CPF, passaporte, cópia da folha do visto do passaporte, comprovante de residência e Registro Nacional de Estrangeiro (RNE). Além disso, o aluno deve pagar uma taxa de R$ 250,00 à vista, referente ao valor do semestre todo.

Cada turma tem 20 vagas, sendo elas:

– Português 1 (Turma 1): Segundas e quartas – 13h às 14h40

– Português 1 (Turma 2): Segundas e quartas – 13h às 14h40 (para hispânicos)

– Português 2: Terças e quintas – 14h55 às 16h35

– Português 4: Terças e quintas – 14h55 às 16h35

– Conversação 2: Terças e quintas – 16h50 às 18h30

– Português Avançado 1: Sábados – 8h às 12h

Os alunos novos podem realizar teste de nivelamento para cursar as turmas de Português 2, 3; Avançado 1 ou Conversação 2, que será realizado no dia 18 de fevereiro, das 13h às 17h. A inscrição para o teste deve ser realizada pelo e-mail ple.ufrn@gmail.com até 23h do dia 17 de fevereiro.

Para mais informações, acesse o edital ou entrar em contato com o Instituto Ágora pelo telefone +558433422257 (ramal 922).

Fonte: Agecom/UFRN.


   
   







Saúde Mental é pauta de atividades na Maternidade Januário Cicco

22/01/2020 14:00


Pensar sobre a vida, condição social e psicológica, relacionamentos pessoais e profissionais, propósitos, emoções, sentimentos e sobre como está a saúde mental, numa perspectiva integral, é o objetivo da celebração do Janeiro Branco, campanha de conscientização em favor da saúde mental criada em 2014, em Minas Gerais, pelo psicólogo Leonardo Abrahão e que hoje cresce em todo o país.

A partir desta terça-feira, 21, a Maternidade Escola Januário Cicco da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (MEJC-UFRN), vinculada a Rede Hospitalar Ebserh, promove a Campanha Janeiro Branco, com o tema Precisamos falar sobre Saúde Mental.

A programação acontecerá até o final do mês e contará com oficina de comunicação não violenta, rodas de conversas sobre estresse com sessões de acupuntura, debate sobre saúde mental com o psiquiatra Jorge Nóbrega, realização do abraçaço em todos os setores da maternidade e a disponibilização de um painel reflexivo sobre o autocuidado físico, emocional, social e espiritual, levando as pessoas a refletirem sobre as ações e mecanismos que praticam em prol de sua saúde mental.

Segundo a psicóloga organizacional da MEJC, Monique Pimentel, a campanha do Janeiro Branco nasceu para tornar realidade o ideal de um mundo mais saudável em relação à subjetividade dos indivíduos. “Precisamos falar sobre saúde mental, convidando cada um a cuidar de si e do outro, contribuindo para um mundo com mais sentido e harmonia”, afirma.

Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) apontam que as perturbações mentais e comportamentais são comuns e afetam mais de 25% da população em certa fase da sua vida. Essas perturbações são também universais, atingindo pessoas de todos os países e sociedades, de todas as idades e exercem um impacto económico sobre as sociedades e sobre o padrão de vida das pessoas e das famílias.

Estudos da Opas (Organização Pan-Americana da Saúde) apontam que o Brasil apresenta as maiores taxas de comprometimento da saúde mental do continente americano, causadas por depressão (9,3%) e ansiedade (7,5%).

“O crescente número de casos de doenças relacionadas à falta de qualidade de vida é um sinal de alerta para que se repense e trate a saúde mental com a urgência que merece”, ressalta a especialista.

Acesse a programação completa do Janeiro Branco na MEJC.

Fonte: Ascom/MEJC.


   
   







UFRN publica edital de cadastramento dos novos alunos

22/01/2020 11:30


A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) publicou o edital de ingresso para os cursos de graduação do ano 2020. Os aprovados para os campi de Natal e Macaíba devem efetuar o cadastramento nos dias 30 e 31 de janeiro e 1º e 3 de fevereiro, na Escola de Ciências e Tecnologia (ECT) do campus central. Para os novos alunos do campus de Caicó, o procedimento ocorrerá nos dias 30 e 31 de janeiro e 1º de fevereiro, no Centro Regional de Ensino Superior do Seridó (CERES-Caicó). Já os estudantes de Currais Novos e Santa Cruz serão recebidos nos dias 30 e 31 de janeiro, no CERES-Currais Novos e na Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi (FACISA), respectivamente.

O cadastramento e a matrícula serão efetuados simultaneamente, quando o candidato deve apresentar documentos para verificação de conformidade com as exigências para ingresso na UFRN. As vagas oferecidas pelo edital são relativas ao Sistema de Seleção Unificada (SiSU), utilizando a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) 2019.

De acordo com a pró-reitora de Graduação, Maria das Vitórias Vieira Almeida de Sá, a novidade deste ano é que os candidatos realizarão o envio eletrônico prévio da documentação, por meio do Portal do Candidato, de 27 de janeiro até 2 de fevereiro para a primeira chamada. No início do período de envio, o resultado do SiSU ainda não estará disponível, contudo a professora explica que o envio antecipado vai agilizar o processo de cadastramento.

Além do envio prévio da documentação, é obrigatório o comparecimento do candidato ao local de cadastramento, que será realizado das 8h às 11h30 e das 13h30 às 17h. Para verificar o Edital de Cadastramento e o Termo de Adesão, com o cronograma de convocações e o quadro de vagas, basta acessar o Portal do Candidato da UFRN: http://www.sisu.ufrn.br/.

Vagas 

A UFRN oferece 6.933 vagas por meio do SiSU para 107 cursos de graduação nos campi de Natal, Macaíba, Currais Novos, Caicó e Santa Cruz, sendo 4.649 vagas para o primeiro semestre e 2.284 para o segundo período letivo.

Ao fim da 1ª chamada, as vagas eventualmente não ocupadas serão preenchidas em uma 2ª chamada, mediante utilização da lista de espera disponibilizada pelo SiSU 2020. Para constar da lista de espera, o candidato deverá obrigatoriamente confirmar no portal do SiSU (http://sisu.mec.gov.br/) o interesse na vaga, durante o período especificado no cronograma definido pelo MEC. A segunda chamada está prevista para ocorrer nos dias 12, 13, 14 e 15 de fevereiro, para os suplentes dos campi de Natal e Macaíba; nos dias 12, 13 e 14 de fevereiro, para o campus Caicó; e 12 e 13 de fevereiro nos campi de Currais Novos e Santa Cruz.

Fonte: Agecom/UFRN.


   
   







Lais-UFRN realiza seminário sobre sífilis em Portugal

22/01/2020 09:24


A cidade de Coimbra, em Portugal, vai receber, entre os dias 27 e 28 de janeiro, a 1ª edição do Seminário Internacional Sífilis Não na Perspectiva da Formação Humana em Saúde: a pesquisa no espaço lusófono e ibérico. O evento é uma promoção do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (LAIS/UFRN) em parceria com o Centro de Estudos Interdisciplinares do Século XX (CEIS 20), da Universidade de Coimbra.

O evento tem como objetivo fortalecer as cooperações internacionais e alinhar as pesquisas em andamento entre os dois centros, além de articular as produções conjuntas entres grupos de pesquisas, definir agendas de trabalho para os próximos anos (de 2020 a 2025), integrar pesquisadores e discutir o cenário de enfrentamento à sífilis no Brasil, onde ocorre o Projeto de Resposta Rápida à Sífilis nas Redes de Atenção (Sífilis Não), bem como nos demais países envolvidos. 

Além de Brasil e Portugal, o evento conta com a participação de palestrantes da Espanha, de Guiné-Bissau e de São Tomé e Príncipe. A programação completa está disponível no site do evento. 

Sobre o projeto Sífilis Não

O Projeto de Resposta Rápida à Sífilis nas Redes de Atenção, comumente conhecido como Sífilis Não, é fruto de uma parceria entre o Ministério da Saúde e a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), com apoio da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS/OMS), tendo como objetivo ações efetivas e pesquisas aplicadas nas áreas acadêmica e médica que visem à redução dos casos de sífilis adquirida e à possível eliminação da sífilis congênita por todo o Brasil.

Atuando em quatro eixos distintos (gestão e governança, vigilância, cuidado integral e fortalecimento da educação e comunicação), o projeto visa à capacitação de gestores e profissionais na área da saúde, implantando linhas de cuidado para a sífilis com acompanhamento e intervenção em populações-chave, como grupos de gestantes e pessoas do meio LGBT.

 O projeto também conta com a participação de diversos apoiadores, que são responsáveis pelas ações na vigilância e na atenção primária em saúde, fortalecendo assim o Sistema Único de Saúde (SUS) e formando uma articulação rápida e forte contra a sífilis.

Fonte: Agecom/UFRN.


   
   







UFRN divulga segunda chamada para reocupação de vagas residuais

21/01/2020 15:00


A UFRN divulga lista de segunda chamada para a reocupação de vagas residuais para o período letivo 2020.1. O cadastramento de candidatos para preenchimento de vagas não ocupadas na primeira chamada será realizado nos dias 21 e 22 de janeiro, no Anfiteatro D da Escola de Ciências e Tecnologia (ECT), no Campus Central da UFRN. A lista pode ser conferida neste link.

O resultado final do preenchimento dessas vagas será publicado nos sites da Pró-Reitoria de Graduação (Prograd), do Núcleo Permanente de Concursos (Comperve) e no quadro de avisos da Prograd, no prédio da Reitoria da UFRN, até às 23h59 do dia 24 de janeiro.

Para mais informações, acesse o edital.

Calendário de cadastramento

21 de janeiro

8h às 11h: Cursos da área de Ciências Exatas e Tecnológicas

13h às 16h: Cursos da área de Ciências Humanas e Sociais Aplicadas / Ciências da Vida e da Saúde

22 de janeiro

8h às 11h e 13h às 16h Retardatários de todos os cursos

Fonte: Agecom/UFRN.


   
   










Matéria Veiculada na TV Câmara sobre os 40 anos da FUNPEC





Destaque das Colunas


O apoio da FUNPEC para novos pesquisadores

13/03/2020 08:05 por André Maitelli





Redes Sociais