UFRN regulamenta retomada das aulas do período 2020.1

21/07/2020 10:40

Cícero Oliveira

O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe) da UFRN regulamentou, nesta quinta-feira, 16 de julho, a retomada das aulas dos cursos de graduação do período letivo 2020.1, o qual estava suspenso desde 17 de março em virtude da pandemia da covid-19. A resolução aprovada prevê o reinício das aulas, no formato remoto, em 24 de agosto.

Buscando formas de cumprir a missão institucional da universidade e de atender às demandas da comunidade, preservando a segurança à saúde, a inclusão e a flexibilidade, as aulas da graduação do período 2020.1 acontecerão em formato remoto. Para fins operacionais, as turmas serão registradas no Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas (SIGAA) como 2020.6.

Os alunos já matriculados nas turmas do 2020.1 terão as suas matrículas preservadas, exceto em casos de impedimento de oferta da turma. De toda forma, haverá um período de rematrícula para adição ou exclusão de turmas. Os discentes com programa suspenso ou em mobilidade acadêmica poderão ser reativados, mediante requerimento enviado à Pró-Reitoria de Graduação (Prograd).

Outro ponto importante da resolução é que não serão realizados cancelamentos de curso por abandono, decurso de prazo ou insuficiência de desempenho acadêmico. Além disso, os estudantes com necessidades educacionais específicas atendidos pela Secretaria de Inclusão e Acessibilidade (SIA) que tiverem dificuldades de acompanhar as turmas poderão solicitar o regime de exercícios domiciliares.

Os componentes curriculares de natureza prática ou a parte prática de componentes curriculares poderão ser adaptados ao formato remoto, após a aprovação de um plano específico pelo Colegiado de Curso. Em caso de não haver a possibilidade de oferta remota, a parte prática poderá ser ofertada posteriormente ou, excepcionalmente, no período letivo 2020.1, desde que ocorra a aprovação nos colegiados de cursos e plenários de departamentos, além da homologação nos centros ou unidades acadêmicas especializadas, se forem asseguradas as condições de biossegurança e as normas vigentes relativas à emergência em saúde pública da pandemia da covid-19.

Já as atividades presenciais de estágios que formam turmas, como os internatos, poderão ser realizadas se aprovadas pelos colegiados de cursos e plenários de departamentos, bem como se houver a homologação pelos centros ou unidades acadêmicas especializadas, respeitando as condições e normas de biossegurança.

Ensino

O docente utilizará a Turma Virtual do SIGAA e outras plataformas virtuais para as atividades de interação online síncronas [a participação do aluno e do professor acontece no mesmo momento e no mesmo ambiente], os professores deverão respeitar os dias e horários registrados para a turma no SIGAA. A frequência e a participação dos alunos serão verificadas de acordo com o acompanhamento das atividades propostas. Para os cursos da modalidade a distância, fica assegurado o uso do ambiente virtual de aprendizagem Moodle Mandacaru Acadêmico. Os materiais didáticos serão disponibilizados pelos professor durante todo o período, considerando as limitações das condições de isolamento social.

Assistência estudantil

Será concedido um plano de dados móveis, para o acompanhamento de atividades acadêmicas em formato remoto, a estudantes de graduação que estejam matriculados na retomada do 2020.1, em situação de vulnerabilidade socioeconômica e classificados como prioritários no cadastro único da UFRN.

Haverá ainda um auxílio instrumental voltado para alunos de graduação em situação de vulnerabilidade socioeconômica, que estejam matriculados na retomada do 2020.1, visando subsidiar a aquisição de equipamento para acompanhar as aulas remotas. O benefício será concedido aos estudantes definidos como prioritários no cadastro único da UFRN, com renda familiar per capita de até um salário mínimo, podendo incluir também a faixa entre um salário mínimo e um salário mínimo e meio, a depender da disponibilidade orçamentária. Os valores do auxílio instrumental serão estabelecidos em editais específicos, tendo por base a distribuição orçamentária para recursos do Plano Nacional de Assistência Estudantil (PNAES) aprovada pelo Conselho de Administração (Consad).

Retrospectiva

O calendário do período letivo 2020.1 estava suspenso desde 17 de março, devido à pandemia da covid-19. Em virtude da imprevisibilidade de retorno das atividades presenciais e como ação de curto prazo, a UFRN regulamentou o Período Letivo Suplementar Excepcional (PLSE), que ocorre de forma facultativa para professores e estudantes e encerrará calendário no final deste mês de julho.

A resolução 031/2020 sobre a retomada do 2020.1 pode ser conferida no menu Resoluções do Consepe, no Portal da UFRN.

Fonte: Ascom/Reitoria.


   
   







UDC-RN conquista primeiro lugar em competição internacional

16/07/2020 08:49


A União de Debates Competitivos (UDC-RN), projeto ligado ao curso de Direito do Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA) da UFRN, através de seu membro fundador, Giovanni Begossi, ganhou o 1° título open em língua estrangeira do país, destacando-se em primeiro lugar na Copa Andrés Bello, realizada online, dos dias 10 a 12 de julho, pela Sociedad de Debate de la Universidad Católica Andrés Bello, da Venezuela. 

Giovanni e sua dupla, Maurício Jarufe, da Pontificia Universidad Católica del Perú (PUCP), enfrentaram equipes competitivas, incluindo finalistas da World Universities Debating Championship (WUDC), maior torneio de debate mundial. Além do prêmio em dinheiro, os campeões foram contemplados com uma vaga em um curso de comunicação política da universidade organizadora.

Para Giovanni “trazer para casa o primeiro título de debates em espanhol do Brasil, conquistado mediante duras batalhas argumentativas contra universitários de diversos países, que inclusive falam espanhol como língua nativa, é algo muito simbólico, pois consolida anos de pioneirismo e qualidade da UFRN e da UDC-RN em um tema que nos é muito caro: a internacionalização”.

Fonte: Ascom/CCSA.


   
   







Palestra discute sobre motivação e prática de atividade física

16/07/2020 08:48


É quase um consenso a ideia de que a atividade física é bom para a saúde e para o bem-estar. Mas, então, porque tanta gente reluta e até mesmo se nega a praticar exercícios? Para discutir essa questão vai ser realizada uma mesa de debate nesta sexta-feira, 17, a partir das 19h, com transmissão pelo Google Meet e pelo Instagram.  As inscrições podem ser feitas pelo Sigaa e foi disponibilizado um vídeo mostrando como realizá-las (link).

A atividade faz parte da programação do 1º Ciclo de Palestras em Ciência da Atividade Física e Esporte. O evento é realizado pelo Departamento de Educação Física (DEF) do Centro de Ciências da Saúde (CCS). Trata-se de uma série de debates que durante esse mês de julho vão enfocar temas ligados aos desafios da redução da atividade física, ao retorno ao esporte no alto nível de desempenho, às estratégias para mudança de comportamento e aos cenários da área no pós-pandemia.

Vão participar do debate desta sexta o professor Hassan Mohammed, do DEF/UFRN, e o professor Mathias Roberto Loch, do DEF da Universidade Estadual de Londrina. O primeiro vai falar sobre as motivações que conduzem à prática de atividade física. O segundo vai discutir sobre a necessidade de compreender o comportamento humano para promover o hábito do exercício. O debate vai ser moderado pelo professor Ricardo Santos, do  DEF/UFRN.

Agenda

As atividades do 1º Ciclo de Palestras em Ciência da Atividade Física e Esporte prosseguem no sábado, 18, com dois participantes da Universidade de Exeter, na Inglaterra. A partir das 14h, o palestrante Bert Bond vai falar sobre os efeitos da inatividade na saúde vascular e Max Weston vai discorrer sobre o impacto da atividade física no fluxo sanguíneo do cérebro. Para conferir a programação das próximas mesas de debate, acesse o link.

Fonte: Ascom/CCS.


   
   







Observatório das Metrópoles lança e-book sobre pesquisas em tempo de pandemia

16/07/2020 08:46


O Núcleo Natal do Observatório das Metrópoles, sediado no Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes (CCHLA) realiza uma live nesta quinta-feira, 16, às 17h, para abordar as contribuições do grupo no contexto da pandemia da covid-19. A transmissão ocorre nos canais do Youtube e Facebook, do Observatório das Metrópoles.

Participam da ação as professoras do Departamento de Políticas Públicas da UFRN, Raquel Silveira, Lindijane Almeida e Zoraide Pessoa, e do Departamento de Arquitetura e Urbanismo, a professora Ruth Ataíde. 

A transmissão marca ainda o lançamento do e-book organizado pelo Núcleo com análises acerca dos efeitos da covid-19, na Região Metropolitana de Natal, no estado do Rio Grande do Norte e na Região Nordeste.

Fonte: ASCOM CCHLA.


   
   







FUNPEC realiza mais uma doação de EPIs

15/07/2020 11:17



Na manhã desta segunda (14), a Fundação Norte-Rio-Grandense de Pesquisa e Cultura - FUNPEC realizou mais uma ação na campanha de combate ao novo Coronavírus. A Fundação doou pela segunda vez equipamentos de proteção individual ao Hospital Psiquiátrico Dr. Severino Lopes. Foram entregues 500 aventais e 3 mil máscaras.

Esta é a segunda remessa de EPIs que a FUNPEC doa ao hospital. Na primeira, a Fundação entregou mil máscaras. Em breve, o lugar também receberá mil luvas cirúrgicas.




   
   










Matéria Veiculada na TV Câmara sobre os 40 anos da FUNPEC





Destaque das Colunas


O apoio da FUNPEC para novos pesquisadores

13/03/2020 08:05 por André Maitelli





Redes Sociais