Propesq lança edital de iniciação científica no ensino médio

04/06/2020 11:27


A Pró-Reitoria de Pesquisa (Propesq) da UFRN lançou edital voltado para a Iniciação Científica no Ensino Médio. O documento nº 07/2020 visa selecionar pesquisadores da Instituição interessados em orientar estudantes do médio da UFRN no âmbito do Programa Institucional de Iniciação Científica no Ensino Médio (PIBIC-EM). A submissão de projetos pode ser feita até o dia 30 de junho. O edital está disponível aqui. 

A inscrição para participar do edital, que contempla projetos de pesquisa em todas as áreas de conhecimento, deve ser feita pelo Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas (Sigaa). 

Podem concorrer ao edital professores efetivos da UFRN, docentes vinculados ao Programa de Professor Colaborador Voluntário (PPCV) ou Professor Visitante contratado de acordo com legislação específica. Os docentes precisam ter como titulação mínima o mestrado e estar com o currículo atualizado na Plataforma Lattes do CNPq. 

O Programa Institucional de Iniciação Científica no Ensino Médio (PIBIC-EM) é voltado para incentivar a vocação de estudantes do ensino médio da UFRN direcionada ao aprendizado do método científico e de outros conceitos fundamentais para a produção do conhecimento científico, mediante sua participação em atividades de pesquisa científica ou tecnológica, orientados por pesquisador qualificado. A participação dos estudantes no programa pode ocorrer por meio da percepção de bolsa ou de forma voluntária, de acordo com o edital divulgado. 

Dúvidas sobre o edital podem ser encaminhadas para o email da Propesq: contato@propesq.ufrn.br.

Fonte: Agecom/UFRN.


   
   







EMCM/UFRN capacita profissionais de saúde do Seridó

03/06/2020 11:04

Ana Patrícia

Com o advento da pandemia do novo coronavírus, os trabalhadores da área da saúde se deparam com uma situação completamente nova e de proporções, para muitos, inéditas. Para contribuir no atendimento à população do Seridó, a Escola Multicampi de Ciências Médicas (EMCM/UFRN) tem promovido diversas capacitações práticas para a linha de frente dos serviços regionais.

A mais recente foi um treinamento para trabalhadores do Hospital Regional do Seridó, em Caicó, e do Hospital Mariano Coelho, no município de Currais Novos. Cerca de 30 profissionais foram capacitados com aplicação de uma simulação realística. Em estudo, a abordagem das vias aéreas no paciente suspeito ou diagnosticado com covid-19, paramentação e desparamentação, assistência ventilatória, parâmetros da ventilação mecânica e parada cardiorrespiratória.

De acordo com a coordenadora da ação, a professora de Simulação Clínica da EMCM, Vivianne Izabelle de Araújo Baptista, a simulação realística cria um cenário muito próximo da realidade, mas em um ambiente protegido, sem consequências ao paciente. Segundo a docente, esse tipo de método costuma ser bastante eficaz no aprendizado de adultos, pois eles conseguem perceber sozinhos quais conteúdos precisam ser mais estudados.

“Uma parte muito importante da simulação é o debriefing, momento que ocorre após os participantes viverem o cenário e no qual eles têm a oportunidade de descrever o que sentiram, vivenciaram, e podem refletir sobre suas ações, enfatizando os pontos positivos e os que podem ser melhorados”, explica a professora.

Papel social

Inspirado em um treinamento pensado pelo estudante da EMCM e enfermeiro do Hospital Regional do Seridó, Diógenes Moura, desenvolvido para capacitar profissionais da instituição no manejo de pacientes suspeitos de covid-19. Ao formar um grupo para apoiar o curso idealizado por Diógenes, a EMCM passou a estar pronta para atender à solicitação posterior da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sesap) para treinar os recém-contratados da região.

Antes da parte prática, realizada nos dias 26 e 29 de maio, a coordenação da atividade indicou que os participantes acessassem cursos teóricos oferecidos pela plataforma online da UFRN AVASUS. Na avaliação da professora Vivianne Izabelle, ao capacitar um serviço tão importante para a população, a universidade reforça que é para o povo, característica que se materializa por meio dessas ações.

“Estamos a serviço das necessidades da comunidade, de modo que consigamos contribuir com a melhoria da assistência em saúde da população nesse momento tão crítico. Essa integração ensino, serviço e sociedade é fundamental para que tenhamos cada vez mais desenvolvimento da nossa região e reforça ainda a responsabilidade social e o papel decisivo que a UFRN tem desempenhado no nosso estado, sobretudo durante a pandemia”, afirma a professora.

Fonte: Agecom/UFRN.


   
   







UFRN oferece serviço teleatendimento nutricional durante pandemia

03/06/2020 11:02


Ser atendido por nutricionistas sem precisar sair de casa. Agora isso é possível por meio do Teleatendimento em Nutrição. O serviço está disponível durante o período de pandemia de covid-19 e permite fazer consultas de forma remota, como por meio de chamada de vídeo. Os interessados podem entrar em contato de segunda a sexta-feira, de 8h às 12h e de 13h às 17h, pelo telefone  (84) 99229 6458 ou pelo e-mail: ufrnnutricao@gmail.com.

Trata-se de um serviço oferecido pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), por meio do Centro de Ciências da Saúde (CCS), do Departamento de Nutrição (Dnut) e do Núcleo Integrado de Atendimento Nutricional (NIAN). O Teleatendimento em Nutrição está disponível para a comunidade interna e externa à UFRN.

Em tempos de pandemia de covid-19, a recomendação geral é para que as pessoas fiquem em casa. O isolamento social é uma medida que visa reduzir circulação do agente causador da doença, o novo coronavírus, e consequentemente diminuir o número de novos casos de covid-19. Mas permanecer em casa, obedecendo as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde (MS), tem significado para uma parcela da população o comprometimento de sua saúde.

Esse tem sido o caso de muitos portadores de doenças crônicas como diabetes, hipertensão ou daquelas pessoas que sofrem os efeitos da obesidade e que precisam de acompanhamento nutricional. Sem poder ter acesso a orientações especializadas, pois clínicas e consultórios estão temporariamente fechados e também para não ter que sair de casa e se expor à contaminação pelo novo coronavírus, essas pessoas ficaram sem poder obter atendimento profissional. Daí a necessidade de implementar um serviço de teleatendimento em Nutrição, em conformidade com as normativas do Conselho Federal de Nutrição que autorizou as consultas online nesse contexto de pandemia de covid-19.

Por isso, o serviço está sendo prestado de forma remota por nutricionistas do Núcleo Integrado de Atendimento Nutricional (NIAN), onde são realizadas atividades de ensino, extensão e pesquisa, além de atendimento nutricional à população em geral. De acordo com a coordenadora do NIAN, professora Sancha Helena, a demanda por esse acompanhamento tem sido maior entre as pessoas com doenças crônicas, como hipertensos, diabéticos, entre outros, mas as consultas também contemplam outras condições clínicas. Portanto, é importante entrar em contato com a equipe de nutricionistas para fazer uma avaliação.

Fonte: Agecom/UFRN.


   
   







LAIS seleciona pesquisador das áreas de Comunicação e Design

03/06/2020 11:01


O Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), está com inscrições abertas para a seleção de pesquisador para o Projeto Pesquisa Aplicada para Integração Inteligente Orientada ao Fortalecimento das Redes de Atenção para Resposta Rápida à Sífilis.

O processo de que trata o presente Edital visa a seleção de pesquisadores com graduação em comunicação social ou design e especialização ou mestrado na área de comunicação. Os candidatos aprovados no processo seletivo comporão uma lista de cadastro de reserva, sendo então convocados conforme a ordem do resultado final deste certame, a disponibilidade de eventuais vagas e a validade do certame.

Fonte: Ascom/LAIS.


   
   







Consepe-UFRN aprova calendário para Período Letivo Suplementar 2020.3

02/06/2020 15:19


O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe) da UFRN aprovou nesta segunda-feira, 1º de junho, o calendário suplementar da graduação para instituição do Período Letivo Suplementar Excepcional 2020.3, que abrange os meses de junho e julho deste ano. O documento faz parte da Resolução Nº 023/2020, que dispõe sobre a regulamentação da oferta de componentes curriculares e de outras atividades acadêmicas durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19). A decisão tem caráter excepcional em função da suspensão das aulas e das atividades presenciais na Instituição.

Podem aderir ao Período Letivo Suplementar Excepcional os alunos com status Ativo ou Formando no Histórico Escolar. Cada discente pode cursar, no máximo, 180 horas, distribuídas em componentes curriculares do tipo disciplina, módulo ou bloco, que serão contabilizados para integralização dos cursos de graduação.

De acordo com o calendário, os professores têm até a próxima quinta-feira, 4 de junho, para enviar requerimento e plano de curso aos Departamentos ou Unidades Acadêmicas Especializadas. Após esse encaminhamento, as propostas serão avaliadas nos colegiados de cursos. Até o dia 10 de junho, serão criadas as turmas dos novos componentes curriculares aprovados para o período suplementar.

As matrículas dos alunos nessas turmas poderão ser realizadas nos dias 11 e 12 de junho, pelo Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas (Sigaa). As aulas terão início, de forma remota, no dia 15 de junho. O término das atividades do Período Suplementar está marcado para o dia 29 de julho. 

Na resolução 23 consta ainda a instituição extraordinária do Auxílio de Inclusão Digital, que pode ser concedido a alunos da UFRN matriculados em Período Letivo Suplementar Excepcional, em situação de vulnerabilidade socioeconômica como Prioritários no cadastro único da UFRN para o atendimento de assistência estudantil. O incentivo visa subsidiar a contratação de pacote de dados de internet para o acompanhamento de atividades acadêmicas em formato remoto e pode ser solicitado no ato da matrícula.

O Período Letivo Suplementar Excepcional que consiste na oferta de componentes curriculares e outras atividades acadêmicas em formato remoto, para estudantes de graduação. E nesse período ficam suspensas as aulas presenciais ou à distância dos cursos de graduação do período 2020.1. Contudo, os cursos de educação a distância continuam com oferta de modalidade de aulas a distância, sem adesão ao formato remoto, que continuam utilizando o ambiente virtual de aprendizagem Moodle Mandacaru Acadêmico.

Fonte: Agecom/UFRN.


 


   
   










Matéria Veiculada na TV Câmara sobre os 40 anos da FUNPEC





Destaque das Colunas


O apoio da FUNPEC para novos pesquisadores

13/03/2020 08:05 por André Maitelli





Redes Sociais