UFRN e Emparn discutem parceria na área agroindustrial

02/12/2019 10:52


A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e a Empresa de Pesquisa Agropecuária (Emparn) discutiram convênios, com o intuito de fomentar o desenvolvimento da tecnologia agroalimentar e agroindustrial do estado. O encontro entre o reitor José Daniel Diniz Melo e o diretor da empresa, Rodrigo Oliveira Maranhão, ocorreu na noite dessa sexta-feira, 29 de novembro, para analisar as possibilidades de parcerias que vão envolver a Escola Agrícola de Jundiaí (EAJ-UFRN).

O diretor da Emparn, Rodrigo Maranhão, falou sobre a diversidade de atividades desenvolvidas pelo órgão, citando como exemplos as ações de biotecnologia nas áreas de produção de leite, aquicultura, palma, caju, sementes e feno, entre outros. O gestor relatou ainda a necessidade de pessoal qualificado, nessa perspectiva, a parceria com a UFRN teria como objetivo auxiliar no desenvolvimento de tecnologias para fomentar a economia do RN.

O reitor Daniel Diniz reforçou que a universidade está sempre aberta para contribuir com o crescimento do estado, em diversas áreas do conhecimento. Dessa forma, disponibilizou a equipe da EAJ-UFRN para atuar junto à Emparn, visando à otimização dos recursos públicos por meio do planejamento e compartilhamento de ações interinstitucionais.

Como resultado da reunião, o diretor da EAJ-UFRN, Ivan Max Freire de Lacerda, propôs que as equipes das instituições apresentem suas principais ações para avaliar as formas e possibilidades de parcerias, desde a área florestal à aquicultura, por exemplo. O que terá como consequência a possibilidade de uso conjunto de unidades experimentais, bem como campo de atuação para os alunos e a oferta de mão de obra qualificada para o estado.

EAJ-UFRN

A Escola Agrícola de Jundiaí (EAJ-UFRN) é uma unidade voltada para as atividades de ensino, pesquisa e extensão em Ciências Agrárias, que visa à integração entre várias áreas de conhecimento para fomentar o desenvolvimento tecnológico das cadeias produtivas agroalimentares e agroindustriais.

Fonte: Agecom/UFRN.


   
   







FUNPEC abre processo seletivo para Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento

29/11/2019 13:04


A  Fundação Norte-Rio-Grandense de Pesquisa e Cultura - FUNPEC está com processo seletivo aberto de uma vaga para Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento.. A atuação será em projeto acadêmico gerenciado pela Fundação. O valor do salário é de R$ 1276,98. A Carga horária é de 20 horas semanais.

Os candidatos à vaga deverão ter nível técnico em mecânica ou áreas afins ao cargo. Também é preciso ter experiência comprovada de, no mínimo, seis meses na área.

As inscrições vão até o dia 05 de dezembro e são feitas, gratuitamente,  no site da FUNPEC - www.funpec.br. Lá constam o edital de seleção e o formulário de inscrição. O processo seletivo será realizado em duas etapas: análise de currículo e entrevista técnica. O resultado final será divulgado no site da Fundação


   
   







Colaboaradores da FUNPEC participam de palestra sobre prevenção do câncer de próstata

29/11/2019 11:18



Dentro do programa de qualidade de vida da FUNPEC, "Integração & Saúde", colaboradores da Fundação participaram na manhã de hoje (29) de uma palestra sobre os cuidados e a prevenção do câncer de próstata. A palestra faz parte da campanha "Novembro Azul" que tem o objetivo de alertar todos os homens para cuidar mais da saúde, bem como realizar os exames preventivos. O enfermeiro Wellison Fernandes ministrou o bate-papo para mais de 30 colaboradores da Fundação.

Novembro Azul 

Novembro Azul é um movimento mundial que acontece durante o mês de novembro para reforçar a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de próstata. A doença é o segundo tipo de câncer mais comum entre os homens brasileiros e as maiores vítimas são homens a partir dos 50 anos, além de pessoas com presença da doença em parentes de primeiro grau, como pai, irmão ou filho.

O que é a próstata

A próstata é uma glândula masculina que tem forma de uma noz e fica logo abaixo da bexiga e à frente do reto. O órgão envolve a porção inicial da uretra, tubo pelo qual a urina é eliminada da bexiga.

O que é câncer de próstata?

Durante o funcionamento da próstata, algumas células podem se desenvolver e multiplicar de forma anormal, provocando o surgimento de um tumor. O câncer de próstata é o segundo mais incidente entre os homens no Brasil, apenas atrás do câncer de pele não melanoma. Estima-se 68.220 mil novos casos da doença no país, em 2018. O risco estimado é de cerca de 66,12 novos casos para cada 100 mil homens.

Sintomas

A doença pode não apresentar (ou apresentar poucos) sintomas em sua fase inicial. Em alguns casos, os sinais são parecidos com os do crescimento benigno da próstata (dificuldade de urinar, necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou à noite). Na fase mais avançada, o paciente pode ter dores nos ossos, sintomas urinários ou, nos casos mais graves, infecção generalizada ou insuficiência renal.

Quando procurar o médico?

Quando o homem perceber sinais e sintomas sugestivos da doença, como: dificuldade de urinar; diminuição do jato de urina; necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou à noite; e sangue na urina. A detecção do câncer de próstata pode ser realizada com exames clínicos, laboratoriais ou radiológicos (diagnóstico precoce).

Os homens sem sinais ou sintomas, mas pertencentes a grupos com maior chance de ter a doença, podem realizar com exames de toque retal e de sangue para avaliar a dosagem do PSA (Antígeno Prostático Específico).

Como é feito o diagnóstico de câncer de próstata?

O exame de PSA é solicitado anualmente para acompanhar as alterações específicas da próstata. O resultado, quando alterado, pode indicar situações como inflamações, infecções, hiperplasia (crescimento benigno) e também o surgimento do câncer de próstata. O toque retal e a dosagem do PSA servem para indicar a necessidade da biópsia da próstata (retirada e análise de fragmentos da glândula e única forma de confirmar uma suspeita de câncer). A realização de exames é recomendada quando há presença de sinais e sintomas, conforme preconiza o Ministério da Saúde.

 Como posso prevenir?

  • Adotar hábitos saudáveis diminui o risco de várias doenças, inclusive o câncer. Recomendamos:
  • Manter uma alimentação saudável e equilibrada;
  • Não fumar.
  • Identificar e tratar adequadamente a pressão alta, diabetes e problemas de colesterol
  • Manter um peso saudável;
  • Praticar regularmente atividades físicas.



   
   







Estudantes do Núcleo de Educação da Infância da UFRN mostram produção anual

28/11/2019 17:15


A 6ª Mostra Cultural e a 2ª Feira Gastronômica do Núcleo de Educação da Infância da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (NEI-UFRN) aconteceram nesta quarta-feira, 27, com o objetivo de mostrar as produções dos estudantes durante o período letivo de 2019. O reitor José Daniel Diniz Melo visitou os eventos, que têm o intuito de promover interação com a comunidade em geral e trocar experiências sobre diversas temáticas.

Para o reitor Daniel Diniz, vale ressaltar que o NEI é de essencial importância para a UFRN porque se consagrou no estado pela qualidade no ensino infantil e fundamental. “Dessa forma, os eventos são uma oportunidade para os alunos apresentarem temas desenvolvidos em cada série e isso contribui para a formação diferenciada que é oferecida pela unidade”, considerou.

A diretora do NEI-UFRN, Maristela de Oliveira Mosca, explicou que os eventos tiveram início com a participação na Semana de Ciência, Tecnologia e Cultura (Cientec), por considerar uma boa oportunidade de mostrar à sociedade as ações desenvolvidas pelas crianças no Núcleo. Já a coordenadora pedagógica do NEI-UFRN, Milene Figueiredo, esclareceu que o conteúdo estudado durante o ano, denominado de tema de pesquisa, é apresentado durante o evento.

A programação desta edição foi composta por apresentações de seminários, exposições, oficinas, recitais de música, entre outras atividades, com diversas temáticas escolhidas pelas crianças, pensando no que elas querem descobrir no mundo, como corpo humano, continentes, alimentação, tecnologia, compostagem, entre outras. Para Ivaneide Policarpo da Costa, que é avó do estudante do 2° ano, Artur, ações desse tipo são importantes para o desenvolvimento da criança, além de permitir a troca de conhecimentos entre os outros alunos. Com 8 anos de idade, o neto expôs o que aprendeu durante o ano no estande sobre a formação do povo brasileiro, cuja temática faz parte da sua disciplina favorita na escola, que é História do Brasil.

NEI-UFRN

O NEI-UFRN funciona como um colégio de aplicação dedicado à educação infantil e ao ensino fundamental. Com cerca de 360 alunos de 17 turmas, a unidade possui berçários, parques, salas de aulas, ginásio, laboratórios, entre outros espaços pedagógicos.

Fonte: Agecom/UFRN.


   
   







LABEH-UFRN realiza pesquisa sobre consumo de pescado

28/11/2019 15:00


O Laboratório de Ecologia Humana (LABEH/UFRN está realizando um estudo sobre o consumo de peixes e segurança alimentar em comunidades urbanas. Sob o título “O consumo de peixes por comunidades urbanas e de pescadores no Rio Grande do Norte”, a pesquisa objetiva identificar o índice de segurança alimentar, e tem como pesquisador responsável a professora Priscila F. M. Lopes.

O LABEH/UFRN está convidando estudantes de graduação e pós-graduação a participar do estudo on-line e informa que o questionário é direcionado a estudantes que moram com parentes (pais, avós, tios) ou que já tenham família constituída.

A atividade abrange questões sobre o razão pelo consumo ou não da proteína, a frequência do consumo antes e depois do derramamento de óleo nas praias do Nordeste e a origem do pescado consumido. A pesquisa disponível na plataforma Google Forms: https://forms.gle/eyTxXmwpDQKZNAH19

O resultado do estudo poderá orientar o desenvolvimento de possíveis futuras ações que gerem melhorias na qualidade de vida dos pescadores e  das pessoas da sua comunidade, bem como do meio ambiente.

Esse trabalho também abrange, também,  as regiões Norte e Sudeste do país através de instituições parceiras (IFSP, UNISANTA, UFOPA). Interessados em participar do estudo podem tirar suas duvidas escrevendo para Emanuela Fontes da Costa, através do endereço: emanuela.fnts@ufrn.edu.br ou para Priscila Lopes: priscila@cb.ufrn.br / Telefones (84-3342-2334, Ramal 423. Outras Informações  aqui.

Fonte: Agecom/UFRN.


   
   










V ENNFAIES





Destaque das Colunas


41 anos da FUNPEC

17/10/2019 16:27 por André Maitelli





Redes Sociais