UFRN promove capacitação de auditores internos

03/12/2019 12:00


Gestão de recursos, diminuição de riscos nos processos, transparência e governança são alguns dos itens primordiais para a administração de uma corporação que visa ao crescimento e à consolidação de sua marca. As universidades, até pela natureza pública de suas atividades, não devem fugir a esses requisitos.

Diante desse cenário, a UFRN iniciou, nesta segunda-feira, 2, um curso para o aprimoramento do controle de processos na instituição. Intitulado Fortalecimento Institucional da Auditoria Interna da UFRN com atualização e capacitação na área de Auditoria Governamental e Controle, com enfoque em Governança e Gestão de Riscos, o curso vai qualificar 25 servidores.

Dividida em quatro módulos de 40 horas, a capacitação segue até o final do mês de março de 2020. A iniciativa é da Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (Progesp), que convidou instrutores do Tribunal de Contas da União (TCU) para ministrarem as aulas a fim de qualificar os quadros da instituição.

No curso, os participantes vão aprender e receber atualizações sobre como fazer auditorias de acordo com as normas de órgãos de controle como o TCU e a Controladoria Geral da União (CGU). Além do órgão de auditoria da UFRN, compõem a turma servidores e gestores de outros setores da instituição, como algumas pró-reitorias e a Ouvidoria.

De acordo com o auditor-geral da UFRN, professor Anaílson Márcio Gomes, atualmente a auditoria é vista como parceira da gestão, que verifica normas e atos administrativos e analisa os procedimentos, contribuindo estrategicamente para a excelência da administração.

“Essa capacitação, com essa quantidade de horas é muito importante para a gestão. Esperamos que ao final do curso a qualidade das auditorias, do trabalho, da resposta dos gestores seja ampliada. Assim vamos melhorar a governança e mitigar os riscos para que a universidade tenha um desempenho excelente”, afirma Anaílson.

Nos últimos anos, a UFRN vem experimentando um salto em rankings que apontam qualidade de gestão. Entre as instituições de ensino superior, em avaliação feita pelo TCU, a universidade ficou com a terceira colocação no Índice Geral de Governança publicado no início de 2019.

Segundo o auditor-geral adjunto, Bruno José Pereira Silva, a capacitação é importante para atualizar servidores mais experientes e fornecer mais ferramentas para aqueles que são recém-chegados na universidade.

“Uma auditoria mais bem capacitada vai desempenhar melhores trabalhos e agregar maior valor”, afirma Bruno José, explicando que conforme a auditoria se fortalece o índice de governança cresce.

Na mesma direção, o auditor-geral destaca que o investimento em auditoria traz benefícios não só para a instituição, mas para a sociedade como um todo. “Nossa meta é atingir nota máxima nesses índices, pois trabalhar com governança significa dar um melhor retorno do recurso público e é isso que cidadão quer”, ressalta.

Fonte: Agecom/UFRN.


   
   







CONFIES realiza na 5ª-feira encontro com Fundações de Apoio do Nordeste

03/12/2019 10:21


Em um ano marcado pela forte crise orçamentária da ciência brasileira, o CONFIES – Conselho Nacional das Fundações de Apoio às Instituições de Ensino Superior e de Pesquisa Científica e Tecnológica – convida todos as fundações de apoio do Nordeste para uma reunião na próxima quinta-feira, 05, em Recife (PE).

O objetivo do encontro é discutir temas de interesse das fundações de apoio, segmento que movimenta mais de R$ 5 bilhões em pesquisa conduzidas pelas  universidades públicas e institutos federais. Entre os temas estão o projeto Future-se,  a Lei dos Fundos Patrimoniais e ações que devem ser implementadas pelas  fundações com apoio do CONFIES.

Serviço

Data – 05/12/2019

Horário – das 9hs às 16 hs

Local – Auditório da Fundação de Apoio ao Desenvolvimento da Universidade Federal de Pernambuco (Fade-UFPE), na Rua Acadêmico Hélio Ramos, 336 – Cidade Universitária, Recife – PE.

Fonte: CONFIES.


   
   







TVU comemora 47 anos com novidades na programação

03/12/2019 10:16


Nesta segunda-feira, 2, a TV Universitária (TVU) do Rio Grande do Norte completa 47 anos de existência. Inaugurada em 1972, a emissora pública já foi casa de muitos servidores e alunos de comunicação. Este ano, em comemoração a seu aniversário, a TVU apresenta programação especial de hoje até sábado, 7, quando vai acontecer o lançamento do programa Ginga, ao vivo, no Parque das Dunas, das 12h às 14h.

De acordo com a diretora da TVU e da Rádio Universitária, Mirian Moema, muitas novidades vão aparecer durante a semana de comemoração do aniversário da TVU. Dentro do primeiro dia de programação está a edição especial do programa Grandes Temas sobre o papel das televisões públicas. Da mesma forma, o TVU Notícias vai exibir, ao decorrer da semana, programas diários com matérias especiais sobre os 47 anos da emissora.

Nesta terça-feira, 3, ocorre a estreia do programa especial de aniversário Bastidores da TVU RN, no qual profissionais vão contar tudo sobre a rotina da emissora. Na quarta-feira, ao meio-dia, e no sábado, às 15h30, o programa será reprisado.

Na quinta-feira, 5, é a vez dos profissionais Rodivan Barros e Fábio Izaias compartilharem suas histórias de profissão na TV com o apresentador Edmilson Lopes no Memória Viva Especial 47 anos. No dia seguinte, sexta-feira, vem o programa Olhar Independente relembrando produtos audiovisuais sobre a trajetória da TV Universitária.

Para encerrar a programação da semana, no sábado, 7, às 12h, ocorre a estreia do mais novo programa ao vivo da TVU RN, o Ginga. Com apresentação de Ednaldo Martins, o programa será uma roda de samba descontraída no Parque das Dunas. Mirian Moema revela, ainda, que a previsão é que Ginga continue mensalmente na programação da televisão.

Segundo ela, para a produção de Ginga, a vontade de um programa cultural em comemoração aos 47 anos da TV se uniu com a ideia de um antigo programa da Rádio Universitária, resultando no lançamento que acontece neste sábado. “O Ednaldo Lopes [apresentador do Ginga] já faz esse programa na rádio durante algum tempo, sob o nome de Roda de Samba. Então a gente pensou: ‘por que não trazer essa proposta cultural para a TV?’. Trabalhando, claro, com a linguagem da televisão e a questão da transmissão ao vivo”, afirma.

Participação na história do estado e na vida de estudantes

Como uma forma de honrar todo o conteúdo produzido no decorrer da existência da TVU, ao longo dos intervalos da programação desta semana, vão ser transmitidos 18 VTs institucionais com trechos de antigas e significativas produções. O objetivo é reforçar a importância histórica da emissora.

Assim, serão transmitidos alguns momentos como a transmissão do Memória Viva com Câmara Cascudo em 1978, Zila Mamede em 1982 e Paulo Freire em 1983; Matéria do jornal RN Notícia de 1976 sobre o lançamento do terceiro foguete da Barreira do Inferno; Reportagens de 1997 do TVU Esporte; Reportagem do TVU Notícias sobre a demolição do Estádio Machadão em 2011; o primeiro Olhar Independente em 2008; e reportagem do Por Dentro do Campus de 2006 sobre o início das inscrições via internet do vestibular da UFRN.

Além da importância na cobertura de fatos do estado, a TVU também tem grande contribuição na história acadêmica e profissional de seus estudantes. Allyne Paz, bolsista da produção da TVU RN, conta que a televisão é uma porta de entrada para alunos que, assim como ela, desejam ter contato com a experiência de mercado. “Para mim, é muito gratificante enquanto estudante de Jornalismo ter acesso a uma TV pública, pois sabemos que a partir desse espaço o conteúdo se torna mais democrático. Assim, conseguimos trazer um material mais plural, diversificado e inclusivo”, conta.

Na TV Universitária, Allyne já teve a oportunidade de participar da produção do programa Peri – A voz da periferia, em 2018. Já em 2019, ela contribuiu com o programa Olhar Independente e atualmente tem focado na produção do Cena Potiguar. Ela é um exemplo entre diversos estudantes que constroem o início de sua carreira dentro da TV. Essa caminhada revela um pouco do impacto que a televisão pública vem tendo nas vidas de todos que passam por seus corredores nestes últimos 47 anos.

Fonte: Agecom/UFRN.


   
   







Rádio Universitária seleciona bolsistas de Jornalismo

02/12/2019 13:45


A Superintendência de Comunicação da UFRN (Comunica) seleciona bolsistas do curso de Jornalismo, ou Comunicação Social – Habilitação Jornalismo, para atuarem na Rádio FM Universitária (FMU). As inscrições ficam abertas até o dia 4 de dezembro e podem participar alunos que estejam estudando a partir do terceiro período do curso.

Para se inscrever é necessário preencher o formulário disponibilizado no edital e enviá-lo para o e-mail pacc.comunica.ufrn@gmail.com, junto com cópias atualizadas do currículo e histórico acadêmico. A seleção será feita no dia 5 de dezembro e é constituída por três fases: prova escrita, prova prática de narração em áudio e entrevista.

Todas as etapas serão realizadas nas dependências da Superintendência de Comunicação, entre 9h e 12h. Ainda no dia 5 será divulgado o resultado final da seleção. Outros detalhes podem ser conferidos no edital.

Fonte: Agecom/UFRN.


   
   







Pesquisadoras do LAIS recebem menção honrosa em evento internacional sobre ELA

02/12/2019 12:00



As pesquisadoras do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde(LAIS/UFRN) Ingridy Barbalho e Sarah Neves receberam a menção honrosa no II Simpósio Internacional sobre Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA), evento que ocorreu entre os dias 24 e 26 de novembro, em Maceió/AL.

O trabalho de Ingridy é um estudo sobre o georreferenciamento e a incidência de pessoas com ELA no país. Colaboram com a pesquisa Carlos Henrique, Janailton Galvão, Daniele Montenegro, Pedro Lins e Mário Emílio. Já Sarah Neves apresentou seu trabalho intitulado Um anjo para ELA e teve a colaboração de Gabriel Vinícius , Tainá Martins e Daniele Montenegro.

Sobre o Simpósio

O II Simpósio sobre Esclerose Lateral Amiotrófica(ELA) foi uma iniciativa do Instituto Hemerson Casado, que contou com a parceria do LAIS. Esse ano, teve como tema O Nordeste de Mãos Dadas e contou com a participação de grandes nomes nacionais e internacionais que pesquisam sobre a doença. O LAIS se fez presente com uma comitiva de mais de 30 pesquisadores.

Fonte: Ascom/Lais.


   
   










V ENNFAIES





Destaque das Colunas


41 anos da FUNPEC

17/10/2019 16:27 por André Maitelli





Redes Sociais