E-book ajuda profissionais da saúde a enfrentar o estresse ocupacional

23/06/2020 11:24


Hospitais lotados, escassez de recursos, sobrecarga de trabalho, o medo da contaminação pelo novo coronavírus, o convívio diário com a morte: esse é o cenário diário enfrentado por muitos profissionais da saúde que atuam na linha de frente do combate à covid-19. Além da pandemia, eles também precisam lutar contra a exaustão física e o esgotamento emocional. Pensando nisso, foi lançado o e-book Estresse Ocupacional nos Profissionais de Saúde no Contexto da Covid-19.

A publicação tem como objetivo ajudar a identificar as causas e propor estratégias para enfrentar o estresse ao qual estão submetidos médicos, enfermeiros, técnicos e outros profissionais da saúde que trabalham diretamente no combate ao novo coronavírus. Trata-se de uma cartilha produzida pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), por meio do Centro de Ciências da Saúde (CCS), do Departamento de Enfermagem (DEnf) e do Laboratório de Pesquisa em Saúde e Enfermagem no Cuidado às Pessoas em Condições Agudas e Crônicas (Lapac).

Para o coordenador do projeto e professor do DEnf, Richardson Augusto Rosendo, “a pandemia de covid-19 gerou uma situação de emergência sanitária e, com isso, uma sobrecarga de trabalho e um nível de exigência que muitas vezes está em descompasso com relação às condições e aos recursos de que dispõe o trabalhador para realizar seu ofício”. Como resultado, tem-se uma tendência de crescimento do nível de estresse ocupacional.

De acordo com o professor, esse tipo de estresse pode ser caracterizado por um conjunto de reações físicas e emocionais negativas geradas no contexto da atividade profissional que, mantidas por longos períodos, podem trazer prejuízos à saúde. Entre os principais sintomas físicos, estão as alterações do sono, a taquicardia (batidas aceleradas do coração) e as dores de cabeça. Já os principais sintomas psicológicos são a irritabilidade, a insatisfação no trabalho, o sentimento de angústia e medo, a ansiedade e a exaustão emocional. Diante de tal condição, muitos profissionais têm precisado se afastar do trabalho. Daí a importância de saber identificar os fatores que geram estresse ocupacional e como enfrentar essas situações. 

Acesse o e-book por meio deste link

Fonte: Agecom/UFRN.


   
   





Seja o Primeiro a Comentar